Blogueira Top Plus Size JU ROMANO... ela é gente da gente!

Da série de pessoas que inspiram o Blog Madame's Curves, a TOP da vez é a jornalista e blogueira plus size Juliana Romano. Ela é a autora do Blog Entre Topetes e Vinis e sem dúvidas é uma das nossas referencias dentro do segmento plus size e queremos que vocês a conheçam também.





A Ju Romano mora e trabalha em São Paulo. Ela é encantadora e super gente da gente... a entrevista ficou gostosa de ler e mega divertida!  Espero que curtam todos os detalhes e fiquem antenados e inspirem-se e pirem nos looks plus size, nas dicas de moda, maquiagem, comportamento e dia a dia que ela sempre posta nas redes sociais!

Segue a entrevista na íntegra.
MC = Madame's Curves pergunta.
JR = Ju Romano responde... rs

MC - Quando e porque surgiu a idéia de criar o blog Entre Topetes e Vinis ?
JR - Foi no início de 2009, eu era estagiária de jornalismo na época e não me reconhecia em nenhum veículo, aí pensei em criar um site para mulheres como eu, que não tinham muita grana, que não viajavam pra fora todo ano e que não tinham o corpo de desfile. 


MC -  Onde você busca inspiração?
JR - Eu tiro inspiração de diversas coisas do dia a dia, das leitoras, de editoriais de moda, de revistas, ensaios e tento trazer tudo para o nosso universo plus size. Também tento pensar em coisas inovadoras e matérias que as repórteres não têm espaço para fazer em veículos tradicionais. 

MC - Quais são os temas mais abordados no seu blog?
JR - Sempre tem o look do dia, que acho importante para as meninas terem novas inspirações, também falo muito de beleza, maquiagem e cabelo, porque é um tema que eu sou apaixonada e falo bastante do comportamento da sociedade em relação à mulher gorda. 

MC - O que é moda pra você? Toda mulher consegue estar na moda?

JR - Estilo, para mim, é expressão da sua personalidade. Moda é mais as roupas que estão em voga no momento, que expressam as tendências mundiais daquele momento social. Um pouco complicado de expressar, mas basicamente, para mim, moda é a expressão de um momento social em roupas. 

MC - Você acha que as mulheres estão se aceitando mais? 

JR - Sim, acho, mas ainda tem muito trabalho a ser feito. Longe de mim dizer como alguém tem que viver, mas eu defendo a tese de que quando nos aceitamos, fortalecemos nossa autoestima e ficamos fortalecidas para ir em busca dos nossos sonhos. Então é por isso que eu acho importante a aceitação, mas ela acontece de diferentes maneiras para cada mulher. 



MC - Qual dica que você dá para quem quer se vestir bem e ter um estilo próprio?

JR - Descubra sua personalidade antes de qualquer coisa, ignorando o formato do seu corpo, seu peso e sua aparência. Descubra o que você gosta de assistir, de ver, de ler, de fazer... Pense o que você gostaria de usar para fazer tudo isso e depois saia em busca de peças do seu tamanho. Se descobrir tem muito mais a ver com estilo do que o dinheiro que você tem pra comprar roupas ou com quanto você veste.

MC - O mercado plus size brasileiro está crescendo, hoje já temos algumas marcas investindo nesse segmento. Quais são as suas expectativas e contribuição para esse crescimento e quais são as suas marcas preferidas?

JR - Eu acho que o mercado tem espaço para mais crescimento e expressão, mas toda mudança efetiva leva tempo. Eu acredito que contribuo para o ciclo de crescimento a partir do momento em que mostro para a mulher plus size que ela tem opção, sim, basta se planejar para comprar e ela poderá ter o que quiser. Meu trabalho é buscar para essas mulheres as peças mais legais e mostrar "olha, meu bem, tem para você sim e você pode usar". Essa é uma ótima forma de impulsionar tanto a mulher a se soltar mais nas compras, quanto fazer as marcas se esforçarem cada vez mais para fazerem coisas bonitas.
Eu gosto de qualquer marca que tenha peças boas, com caimento bom e para o meu número! 




MC - Para você que é super ligada na moda, qual a diferença entre o mercado plus size brasileiro e o mercado internacional? 

JR - O mercado plus size brasileiro precisa aprender a ser jovem em roupa plus size. As marcas precisam aprender que nem toda mulher quer ser mulherão sexy e nem toda mulher quer se esconder. Algumas marcas já sacaram isso, como a Marisa, que fez uma coleção jovem e descolada com preço bem acessível - coisa que vemos muito lá fora em lojas como a Forever 21. Mas as vezes eu sinto que a gente tem tanto potencial mal aproveitado, mal visto... As vezes tenho a impressão de que as marcas fazem pesquisa de tendências muito elaboradas e complexas, quando na verdade, também precisavam andar nas ruas e prestar atenção ao que as jovens usam para trazer isso pro plus. Mas acredito que isso tende a melhorar bastante ainda, vejo evolução a cada dia que passa. O que eu gosto no plus size brasileiro é que a gente tem roupa de muita qualidade, mais qualidade que as grandes marcas fashion, e com preços que dá para pagar (ou pelo menos parcelar). 




MC - Como foi pra você ser a primeira Plus Size na revista Elle Brasil? Literalmente a internet quebrou e Todas as plus ficaram super orgulhosas de você e desta oportunidade. Conte-nos todos os detalhes deste marco especial.
JR - Eu estar lá ou não foi indiferente para mim, claro que eu fiquei feliz de conseguir isso para nós plus size, mas o que quero dizer é que se fosse qualquer outra plus lá eu teria me sentido do mesmo jeito. Eu fiquei orgulhosa de FINALMENTE termos uma das maiores revistas de moda do mundo reconhecendo nossa causa, nosso corpo, nossa aceitação e, principalmente, ajudando a espalhar nossa mensagem. Eu comecei o blog porque eu não via outra alternativa para a mulher que não era magra, eu não via esse outro tipo de beleza representada e hoje, 6 anos depois, eu finalmente consegui trazer esse novo olhar para a capa de uma revista internacional. Eu fiquei bem orgulhosa! E no mesmo mês tivemos a musa Fluvia Lacerda de lingerie na capa da Trip, ou seja, é de fato um novo olhar da mídia sobre o corpo da mulher.



MC - Como é a Ju Romano no dia a dia? Quais são os seus hobbies, seus projetos pessoais? Queremos saber um pouquinho como você é fora do mundo Plus Size!

JR - Nada glamurosa! hahahaha Brincadeira, a verdade é que não existe Ju Romano fora do mundo plus size. O que eu faço, o que eu falo e o que eu defendo é o que eu sou. Eu sou um pouco mais palhaça, mais piadista, mais criançona no dia a dia. Mas porque eu gosto de viver de forma leve. Então, assim, eu nunca estou sem delineador e maquiagem, mas eu trabalho da hora que eu acordo até a hora que eu vou dormir e trabalhar é meu hobbie. Eu gosto de tirar fotos, de descobrir novos produtos, de conversar com pessoas, de tentar novos penteados... Eu sou assim mesmo. Eu vou pra academia, volto, tomo banho, coloco maquiagem e começo a trabalhar - tirar fotos, responder e-mails, pensar em matérias inusitadas, escrever textos, etc. As vezes rola um evento ou outro e eu vou, as vezes eu passo o dia de pijama. Eu gosto de ler romances e de assistir séries policiais ou de suspense, não sei cozinhar, fazer as unhas me relaxa, sou viciada em café, gosto de apertar as bochechas do meu namorado e falo igual a criança com cachorros. Acho que sou basicamente normal hhua hua hua hua.



Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais desta pessoa incrível e que se inspirem também nos looks baphonicos que ela produz e compartilha com os leitores do Blog Entre Topetes e Vinis, vale a pena seguir ela nas redes sociais.


Jú, mais uma vez obrigada por ter respondido a entrevista e cada vez mais sucesso pra você! Amamos cada detalhes!


Beijos de todas do Madame's Curves!
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário